Guru Sai Baba Falece na India (24 de Abril, 2011)


Por Tony D’Andrea

sathya_sai_babaO guru Sathya Sai Baba, venerado por milhões de pessoas em todo o mundo, morreu neste domingo (24 de abril, 2011). Ele estava internado no Instituto de Ciências Médicas Sri Sathya Sai fundado por ele, perto de Bangalore, onde ele passou as últimas semanas com apoio de respiração e diálise. Com 84 anos, Sai Baba foi o último guru que emergiu do movimento de invasão hippie da Índia dos anos 1970.

A notícia trouxe uma onda de tristeza na Índia, incluindo ministros e celebridades, que lembram dele como uma pessoa caridosa que trabalhava abnegadamente para ajudar os outros, com os bilhões de dólares doados para o seu fundo de caridade. Centenas de milhares de pessoas prestaram sua última homenagem em Puttaparti, onde um funeral com honras de Estado ocorreu na quarta-feira. A polícia manteve um controle  sobre o tráfego rodoviário e as multidões. O comércio foi orientado a fechar, para limitar o número de pessoas na cidade.

A televisão indiana cobriu o evento sem parar. Autoridades e celebridades manifestaram tristeza sobre uma “perda irreparável”. “Sri Satya Sai Baba é um líder espiritual que inspirou milhões de pessoas a levar uma vida moral e significativa”, o primeiro-ministro Manmohan Singh. “A nação lamenta profundamente o seu falecimento.” Estado de Andhra Pradesh declarou quatro dias de luto, onde Sai Baba e’ considerado “um símbolo de amor, carinho e paixão.” “Sri Satya Sai Baba tem dado grande serviço ‘a humanidade”, outro ministro de estado disse.

Nascido 23 de novembro de 1926, como Sathyanarayana Raju, diz-se que Sai Baba era uma criança com tendências para a espiritualidade e inteligência fora do comum, que ele expressava através da música, dança, poesias e peças teatrais. Em 1940, na idade de 14 anos, ele se declarou um “avatar”: a reencarnação de um outro homem sagrado hindu chamado Sai Baba de Shirdi (no Estado de Maharashtra) falecido em 1918.

Comum nas trajetórias de “export gurus” popularizados no ocidente, Sai Baba atraiu muitos seguidores indianos e estrangeiros. A sua casa transformou a pequena vila de Puttaparti em uma vibrante cidade. O “Prasanthi Nilayam” se centra no ashram construído em 1950, evoluindo para incluir um grande hospital, uma universidade e as escolas dirigidas pelo Satya Sai Central Trust, criada em 1972 através de doações.

A sua fortuna – estimada em 9 bilhões dólares – também estabeleceu centros espirituais em Mumbai, Hyderabad e Chennai. Ele construiu outro hospital em Bangalore, onde ele tinha uma casa de verão, e também financiou projetos de abastecimento de água em vários estados do sul. Não se sabe ainda como os espólios do fundo serão usados.

Problemas de saúde nos últimos anos obrigou Sai Baba a reduzir aparições públicas. Ele sobreviveu um derrame cerebral e ataques cardíacos em 1963. Em 2005, ele passou a usar uma cadeira de rodas, e um ano depois, ele fraturou o quadril ao cair de uma cadeira. Os administradores do ashram afirmam que Sai Baba sobreviveu um atentado, matando seis devotos, incluindo o assistente pessoal do guru morto em seu quarto, em Junho de 1993. Fatos do caso ainda permanecem um mistério.

Sai Baba teve uma repercussão enorme, com ashrams em mais de 126 países, incluindo políticos, estrelas de cinema, atletas e industriais. Diz-se que ele fez milagres, materializando jóias, relógios Rolex e “vibhuti” – uma cinza sagrada aplicado às testas dos seguidores, tirada de seu halo de cabelo crespos.

Contudo, ele também foi envolvido em controvérsias, com várias alegações de abuso sexual e falsos milagres. Críticos racionalistas lideraram campanhas contra Sai Baba, chamando-o de charlatão. Há acusações que ele abusou sexualmente devotos – que ela nega como campanhas de difamação. Um programa da BBC em 2004 chamado “Secret Swami” apresenta entrevistas com dois americanos que afirmam que o guru tinha os acariciado sexualmente, se expondo desnudo, alegando que era parte de um ritual de cura. Embora ele tenha negado todas as acusações e nunca foi acusado de nenhum crime, os relatórios levaram vários seguidores a romper com o guru.

Muitos “gurus export” sao acusados, as vezes injustamente, de abusos financeiros, sexuais e de lavagem cerebral. Krishnamurti, Osho e Sai Baba sao casos famosos nesta historia. Uma diferenca e’ que Osho nunca negou a sexualidade como dimensao importante da existencia (tendo secretamente namorado assistentes). Mas com a morte de Sai Baba, termina um linha de gurus que ganharam fama no esteio do movimento contracultural dos anos 60. Muitos hippies e buscadores espirituais no ocidente “invadiram” a India, inadvertidamente gerando uma industria de turismo espiritual, onde modestas cabanas se transformaram hoje em resortes espirituais cinco estrelas. Os melhores exemplos da nova geração de gurus exportação e’ o Sri Ravi Shankar do Art of Living Foundation, e a jovem Gurumayi do Siddha Yoga Foundation, jet-setting entre seus ashrams na região de Nova York e Mumbai.

Anúncios

9 Responses to Guru Sai Baba Falece na India (24 de Abril, 2011)

  1. Mentiras Furadas disse:

    É sempre igual: pessoas que vêm ao mundo ensinar e ajudar incomodam e criam problema para muita gente e sofrem todo tipo de campanha caluniosa e difamatória. As acusações são tão idênticas em todos os casos (sexo e dinheiro) que nem vale a pena levá-las em conta.

  2. José Guilherme Gomes de Miranda disse:

    Meu caro phd_angel,
    Sai Baba jamais disse ser divino. Na Índia, a tradição considera que Deus está em todos os seres vivos: é a alma, a consciência, a centelha divina , emanuel, enfim a energia que ativa e mantém a vida. Se alguém perguntava a Sai Baba se ele era deus, ele respondia que sim, mas a pessoa perguntante também era, só que não tinha consciência.
    É por isso que eles, em parte do oriente, se reverenciam dizendo ‘o deus que há em mim reverencia o que há em você’.
    claro que deus não existe. e nunca existiu um profeta, santo ou como queira chamar que não tenha sido acusado de alguma coisa pelas facções adversárias, pois, como dizia Krishnamurti, muito acertadamente, as religiões dividem a humanidade.
    tudo de bom.

  3. José Guilherme Gomes de Miranda disse:

    Olha, angel.
    Cancer ainda não tem cura. Quem afirmar isso está mentindo. Não antes que as células-tronco doentes serem exterminadas e ainda não é possível isso.
    Clinicamente, alguns tipos podem ser dominados com cirurgias. Mas podem voltar a qualquer momento. O resto é consolação. Tenho 3 irmãos que tiveram câncer e estão sempre revisando ou controlando a doença.
    As doenças crônicas dão muito lucro aos laboratórios. Há só cinco deles no mundo e são empresas que devem pagar dividendo aos seus acionistas. Infelizmente o comercio não é éticocomo dizia Gandhi.
    Quanto à morte, se pertencemos a uma espécie cuja natureza é a morte, cada espécime é mortal. Nenhum médico ou remédio salva vida. Apenas adia a morte.
    Mas não é isso o que dizem. Falam em salvar vidas. E ganham muito dinheiro com doenças crônicas, porque a medicação deve ser repetitiva, como epilepsia, câncer, ETC.
    aDEMAIS, AponteM-me um texto em que Sathya Sai Bata tenha dito que éra divino. Aliás, eu acho que vocês, com todo respeito, não leram nada dele.
    Eu li krisnamurti – as palestras, citado por alguém. Li um livro dele mesmo em que falava DE UMA DOR E UMA LUZ e a biografia recentemente lançada. . Ele diz muita coisa boa. Mas não era mais do que um Kant, uma grande mente. De bioenergias não parecia saber nada. Lia livros policiais o tempo todo e sofria de uma dor estranha e falava com ele mesmo.
    Não acredite, procure.

  4. Acusações contra pessoas como Sai Baba são comuns, tendo em vista o radicalismo politico religioso. Temos Gandhi, mero advogado e religioso em sua vida privada, acusado de haver abandonado a família ao doar os investimentos na previdência social para seu trabalho de assistência social (De nossa ótica de proteção à família, é algo ruim; da ótica dele segundo a qual todos são iguais, é um ato virtuoso); aliás, Gandhi foi assassinado; J. Kennedy, defendeu abertura liberal e anti-racista, assassinado; Jesus Cristo, condenado à cruz et, etc.; Daí não se pode nada concluir por esse tipo de abordagem, pois toda prova que surge pode ser verdadeira ou construída, falsa.
    Mas olhando os frutos do trabalho da pessoa, é que se pode chegar a uma conclusão mais aproximada de sua grandeza. Que fizeram Gandhi (Independência da Índia, quase sem sangue, embora o radicalismo regiloso tenha saído do controle dele; por outro lado, Sai Baba contruiu enorme obra de assistência social, inclusive social da competência do governo em região paupérrima do mundo, sem nunca exibir-se. Poderia viver como um bilionário em outra região do mundo. Nunca defendeu uma religião em particular nem tentou criar uma. É só ler seus discursos. Apenas falava de amor e compaixão. Nenhuma obra se constroi sem dinheiro, doado ou não.
    Madre Tereza recebeu, sem o saber, dinheiro de pessoa vinculada a crimes, mas investiuo na assistência social.
    Em verdade, neste Mundo, é difícil fazer uma grande obra ser ser atacado de uma forma ou de outra. “A árvore se conhece pelos frutos”.
    A própria Ciência tem seus frutos podres. Rato foi pintado e apresentado como tendo sido alterado geneticamente. Explicações redículas são feitas para combater o teísmo. Livros inúteis são escritos e rescritos apenas para ganhar dinheiro.
    A responsabilidade disso é nossa, da Humanidade, por falta de ética em tudo o que se fazemos.
    A verdade, SEJA ELA QUAL FOR, não precisa de defensores, ela EXISTE apesar de tudo e contra tudo.
    O resto é só interesse em fama, dinheiro etc.
    O próprio debate, por si, entre ateus e teístas, é prova de que ninguém sabe de nada, está-se apenas defendendo posições de poder e ou fama adquiridas.
    Por que não se curou o câncer e as doenças autoimunes ainda?

    • Luiza Gabriella disse:

      Me desculpem, mas falar de Espiritualismo, ainda mais quando esse Espiritualismo é da Índia, e citar Sai Baba como um suposto guru é no mínimo algo equivocado.

      Sai Baba = eXoterismo…

      Não como Sri Ramakrishna – considerado (não pela massa ignara) como a encarnação de um deus – vide aí no wikipedia sua biografia – e Jiddu Krishnamurti, esse sim, um Jesus Cristo na vida.

      Comparar Jesus com Kennedy, Ghandy e Madre Teresa é no mínimo descabido.

      Este é pois, um site de “espiritualismo para as massas”, digamos, pelo teor das informações e notícias que circulam aqui: Sai Baba, “Voadores”, etc.

      • phd_angel disse:

        Luiza – Obrigado pelo comentario. Este blog nao tem objetivo de fazer propaganda de nenhuma lideranca religiosa, mas apenas reportar fatos de interesse.

        Ainda que ha diferencas de estilo e mensagem entre Sai Baba, Ramakrishna e Krishnamurti, todas estao envolvidas com alguma contradicao ou problemas pessoais..

      • José Guilherme Gomes de Miranda disse:

        Equivocado é dizer que Sathya Sai Baba era esoterico, se é que entendi bem. Há uma diferença entre esoterismo e misticismo: o místico efetua uma busca interna sem preocupações sobre como foi feito o universo, energias, etc. saí Baba e Ramakrisna (este completamente analfabeto) eram místicos. Exotéricos estudam o universo através da Metafísica e do uso de exercícios bioenewrgíeticos. A ciência é uma espécie de exoterismo. A maioria. As teorias científicas são hipóteses, crenças.
        Estude mais a Biografia de Krisnamurti. A única coisa certa que fez foi eliinar a Organização que vivia ao seu redor. Ele era um cara meio esquizofrênizo.
        Jesus Cristo, se existiu, era um ser humano. Morreu. Não subiu aos céus como diizem. Isso é mentira e breve a Igreja Católica reverá isso. O salvacionismo é mentira. Todos os que estão neste mundo morrem. O resto é mentira, claro, para manter poder. O Papa já está falando em hipocrisia religiosa.
        Madre Tereza uma mulher caridosa, igualmente a Ghandi. Claro que Gandhi se dizia apenas religioso, nunca um Mestre ou Guru (aquele que dá a luz=mestre). Era um político com ética. Os três eram pessoas. A comparação é CABÍVEL SIM. Todos fizeram um bom trabalho pela humanidade. Cada um em seu campo.
        E saí Baba nunca disse que era Deus. Ele dizia “eu sou Deus, mas você também é; a diferença entre mim e você é que você ainda não tem consciência disso”. Yogananda, Ramakrisna etc. tinham isso como verdade. Aliás, isso não é novidade no Oriente, onde predomina o Monismo.
        Que é espiritualidade ? Essa palavra é tão genérica que abarcaria o universo. Tem a ver com espiritismo, Teosofia, o quê?

      • José Guilherme Gomes de Miranda disse:

        Gabriela,
        Você não conhece o trabalho de Krishnamurti, do contrário não o compararia a Jesus. Primeiro leia o Evangelho e todas as palestras de Krishnamurti. Depois você verá o que disse de errado.
        Não adianta debater contra quem quer que seja, mas sim com alguém – para que se chegue a um entendimento.

    • phd_angel disse:

      Jose – Obrigado pelo seu comentario. De fato, ninguem e’ perfeito, mas uma lideranca tem maiores responsabilidades, ainda mais quando se afirma ser “divina” ou “sagrada”. Seja na India ou no Ocidente, nao ha como justificar a hipocrisia de lideres mentirosos.

      Ha’ cura para cancer e para AIDS. Qualquer doenca simples descuidada pode causar morte… Ate’ gripe…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: