Perguntas e Respostas em Parapsicologia


Por André Percia

– O que é PARAPSICOLOGIA?

Parapsicologia é a ciência que estuda interações anômalas entre organismos que não podem ser explicadas pelas vias sensório-motoras conhecidas exaustivamente descritas pela psicologia e neurofisiologia e tidas como “normais”.

De acordo com o respeitado Psicólogo, pesquisador e escritor Richard Broughton, autor do aclamado livro “Parapsychology”, “Parapsicólogos e seus predecessores que foram chamados pesquisadores psíquicos, resolveram confrontar algumas anomalias da natureza que parecem mais intimamente conectadas com a mente humana. Para fazer isso, conceberam certos constructos como a Percepção Extra-Sensorial (ESP) e a Psicocinesia (PK) como hipóteses para o que pensam estar acontecendo. Desta forma, embarcaram num programa de pesquisa que, indubitavelmente, deve ser a mais longa ativa controvérsia em toda a ciência” (Pág.6).

– Quem pode ser considerado “parapsicólogo”? A parapsicologia é uma profissão?

Essa não é uma pergunta simples de se responder. “Parapsicólogo” é aquele que estuda os fenômenos psi ou paranormais obedecendo a critérios e procedimentos científicos e validados pela Associação Parapsicológica Internacional.

A parapsicologia não é exatamente uma “profissão” convencional, até porque não existe uma graduação convencional internacionalmente reconhecida, embora muitas universidades, inclusive no Brasil, tentaram estruturar uma “faculdade” de parapsicologia. A parapsicologia é uma área de interesse, e os assuntos ou campos desta área têm sido objetos de programas de Pós-Graduação de diversos níveis em muitas universidades de renome mundial, como a J.F. Kennedy, a Universidade de Edinburgh, na Escócia, a Universidade de Andhra, na Índia, a Universidade de Freiburg, na Alemanha entre muitas outras em muitos países.

Estudiosos do assunto fundaram a Associação Parapsicológica (PA) Internacional, e, em nível internacional, considera-se “parapsicólogo” quem é membro desta associação, pois para ser aceito como membro, é necessário que o pesquisador demonstre estar engajado com a abordagem científica do assunto.

No entanto, como não há uma “profissão” ou “formação”, a coisa fica solta. Muitos estudam o assunto, mas não desenvolvem necessariamente um trabalho científico para serem aceitos pela PA e se intitulam “parapsicólogos”.

No geral, há que se verificar se o suposto parapsicólogo está familiarizado com as pesquisas científicas internacionais e se pronuncia de forma ética e responsável dentro de uma abordagem científica sobre o assunto.

– No Brasil, fala-se em correntes “espírita”, “católica” e “científica” da parapsicologia. Qual delas é considerada mais ou menos legítima?

A parapsicologia é uma ciência e, ciência e crenças religiosas são terrenos que não se misturam na elaboração e condução de estudos e pesquisas. Portanto não há sentido em existir uma parapsicologia “espírita”, “católica” ou associada a qualquer religião que seja.

Parapsicólogos podem ter suas crenças pessoais mas jamais – jamais – devem misturá-las com seus estudos, pesquisas e pronunciamentos oficiais enquanto representante da parapsicologia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: